Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

docarlos

docarlos

03.08.14

Os "Plagiadores" assassinos


docarlos.blogs.sapo.pt

                     Nunca vi alguém copiar tão bem os seus próprios algozes, como os Sionistas que governam Israel. O que se passa em Gaza, é sem dúvida a cópia fiel, adaptada aos tempos modernos, daquilo que se passou na Alemanha e nos países ocupados pelos nazistas, quando os alemães levavam os comboios carregados de judeus, comunistas e ciganos para os campos de concentração, obrigando-os depois, a entrar nas camaras da morte, como para tomar banho fossem, acabando em valas comuns. Era a limpeza etnica, politica e económica, visto que os Judeus manipulavam o capital alemão e ocidental no geral, tal como hoje.

 

                    Em Gaza, os israelitas, leia-se sionistas, porque o povo de Israel é grande e generoso, fazem algo parecido.

                   

                    Primeiro, largam panfletos incitando os palestinianos a fugir e procurar abrigos. Como é lógico, numa porção territorial tão pequena e, confiando no humanismo dos israelitas, procuram refúgio em escolas, hóspitais ou sitios sob proteção?! das Nações Unidas.

                    Após estarem reunidas as condições desejadas, é despejar bombas, numa limpeza étnica sem precedentes, que têm como alvos, exactamente os edificios que servem de refugiu. Nada mais fácil, e sem necessidade de subterfugios como os alemães lhes faziam. Esta matança, estes assassinatos, esta limpeza, é oficial e reconhecida como necessária para acabar com os "terroristas" ?! do Hamas. Já agora, é preciso comparar os roketes e seu sistema de disparo, com as gigantescas e sufisticadas máquinas voadores de milhões de dólares.

 

                    BASTA !! É preciso parar"mos" com estes assassinatos.

                    Onde está a ONU ou a NATO; tão lestas a intervir em favor da democracia?! no Kosovo, no Iraque ou na Líbia?

                    Estes "gajos", são assassinos, são bichos: não são humanos.

                   

                    

3 comentários

Comentar post