Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

docarlos



Segunda-feira, 29.10.18

A CAMINHO DO SOCIALISMO 1

 

«Os Órgãos de Vontade Popular» e a «Ditadura do Proletariado»

A ditadura, é a imposição da vontade de uma facção da sociedade sobre a outra. Pode ser da minoria sobre a maioria, ou da maioria sobre a minoria.
Até agora geralmente, têm sido as minorias a impor a ditadura sobre as maiorias e, por consequência, esta é musculada, violenta, imposta com armas [com forças armadas especializadas: polícia de choque, polícia politica, leis que estão sempre preparadas com outras, para serem anuladas pelas forças de segurança, com parlamentarismo onde só os partidos representantes das classes opressoras têm poder legislativo com governos daí derivados, com sistema educativo de preparação para a aceitação das políticas de exploração e opressão]. É a ditadura da burguesia sobre o povo trabalhador, sobre o proletariado.
Então como será o oposto, a ditadura do proletariado?
Primeiro, temos de considerar o que é a ditadura. Esta, é tudo o que possa estar para além das considerações socionormais na sociedade.
Portanto, a existência de órgãos de assembleia, que não constem constitucionalmnte, ou mesmo democraticamente eleitos, onde a vontade maioritária do povo representado, se imporá sobre as minorias opressoras, nelas também representadas, irão impor uma ditadura sobre as mesmas, não necessitando sequer de exercer a repressão fisicamente violenta, se as classes opressoras aceitarem a democracia, respeitando as derrotas políticas. A resolução dos problemas por via democrática, exercendo por si próprias o exercício ditadurial (tendo em conta a esmagadora maioria proletária que compõe a sociedade, é fácil compreender a ditadura do proletariado;
[Assembleias Populares (Comissões de Trabalhadores, de Moradores, de Freguesia, de Bairro, Sindicatos, etc.)], mesmo a par com as instituições burguesas, poderão impor a sua vontade, por serem representativas, e acabar com o poder destas, até ao seu desaparecimento, forçando a um poder central que prolongue ao mais alto nível, o novo poder popular. A violência física, será sempre, portanto, um acréscimo por desobediência das classes que de opressoras,

(que só por milagre, entregarão o poder socialmente).
No entanto, este novo poder popular, pode ser contraproducente, sendo um travão ao processo que se quer revolucionário: porquê?
Porque um Órgão Popular, democraticamente eleito (um soviete, para dar um exemplo concreto), é o represente social do local, da empresa, etc., de que faz parte. [um Órgão Eleito na zona "Chic" de Cascais, Quinta da Marinha, nunca será revolucionário, nem terá representantes proletários]. [Também Comissões de Trabalhadores de empresas com altos índices tecnológicos, ou de prestação de serviços médicos, ou de enfermagem, ou de aviação Civil, p ex, dificilmente elegerão representantes revolucionários]. [Para completar o quadro pessimista, actualmente, será difícil um Órgão Popular revolucionário, fora do Distrito de Setúbal e AML.
Esta, a grande dificuldade em fazer a Revolução em Portugal e noutros países considerados desenvolvidos. Os últimos anos, décadas, têm sido pródigos no desaparecimento do proletariado produtivo, da classe operária, dando lugar a um desenvolvimento tecnológico que, ou trás consigo o desemprego, ou a transformação de um proletariado rendido ao modo de vida burguês, quer na produção, quer nos serviços, já por si pouco dados à consciência de classe.
A Revolução proletária, é já por si a grande transformação da democracia burguesa em democracia proletária [(socialismo e ditadura do proletariado, são sinônimos de democracia do povo, e o primeiro não faz sentido sem a segunda), transformando—se então, numa ditadura proletária, partidária, minoritária, que por muito revolucionária que se inicie, acabará por se transformar num polo burocrático a exercer a ditadura sobre a burguesia do passado e o proletariado do presente, abrindo caminho a uma nova burguesia, instalada no poder, a usufruir das benesses socializantes do sistema]

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por docarlos.blogs.sapo.pt às 05:05



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031