Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

docarlos

docarlos

17.02.19

JÁ REPARARAM?


docarlos.blogs.sapo.pt

Então, tomem atenção!

Quando falam na`s TV`s da Venezuela, e mostram imagens do pseudo presidente em faladura, imediatamente antes ou depois, mostram as multidões dos Comícios do Maduro, nunca focando as duas situações em simultâneo. 

Em situação inversa, as últimas imagens de Maduro, têm sido nas conferências de imprensa.

Truques, que me fazem lembrar o milhão?!!!, de peregrinos em Fátima, num recinto onde cabem cerca de 70 000 pessoas....

 

 

 

 

11.02.19

OS IMITADORES


docarlos.blogs.sapo.pt

Um país a estupidificar

À semelhança do que mais estúpido se vai fazendo, primeiro nos "states" e depois na Europa "desenvolvida?!", também o nosso telelixo faz entrar pelas casas adentro, a transformação do homem, macho, encantador, cavalheiro, conquistador, em seres assexuados, sem charme, incapazes de conquistar o belo sexo, e o inverso, tentando transformar este, em machorras, incapazes de seduzir o homem, pelo vestir, pelo sorriso, pelo estômago.....

Concursos completamente parvos, onde se promovem encontros e até, casamentos sem qualquer preparação ou iniciativa. Toda a beleza e interesse pela conquista, retirados de circulação.

Uma tristeza!

E pagamos nós esta trampa, seja em taxas, impostos ou publicidade. À medida que sobem os prêmios, desce a qualidade cultural!

 

04.02.19

PRINCIPIOS FILOSÓFICOS E ENSINO


docarlos.blogs.sapo.pt

O método dialectico, não é ensinado no nosso secundário e superior porquê?

Notem, que não disse falado, mas sim ensinado. Desde que Karl Marx apresentou as suas conclusões filosóficas sobre o conhecimento, desenvolvimento e conclusões sobre os fenômenos naturais, materiais e ideais consequentes, que pouco ou nada resta a todas as filosofias existentes até então. Se isto fosse feito, garantia—se o sucesso da nossa ciência de investigação e conclusão. Os nossos jovens, assim como depois de adultos e com canudo, não sabem pensar e, como tal, estão aquém das mil e uma possibilidades que o método dialectico nos oferece.

Se é certo que no dia—a—dia, na vida prática, todos nós acabamos por usar inconscientemente o método científico de análise, tirando daí conclusões correctas, também é certo, que na análise dos fenômenos sociais, o mesmo já não é aplicável, o que conduz os portugueses à subserviência, à pacatez e à cobardia perante o poder econômico, político e policial da burguesia.

Ora este método, não pode ser só ensinado na disciplina de filosofia. Tem de ser em todas as disciplinas, mas para isso, têm de haver professores preparados, também eles, para tal.

Chegou a altura de uma reforma no ensino, que faça elevar a consciência dos alunos.