Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

docarlos



Quarta-feira, 21.10.15

GOVERNO DE ESQUERDA, SEM SAIR DA EUROPA

                       Pergunta-se por aí, como é que o P"S" poderá aguentar um Governo apoiado pelo PCP (CDU) e BE, quando estes partidos são na sua essência anti europeus, desta UE? Bem, é muito simples. Trata-se somente dos superiores interesses do povo português e, como tal, saber aproveitar a onda de esquerda saįda das eleições.Mesmo burguesmente falando, ou politicando, Portugal de momento já não tem a pressão chantagista da Troyca, estando apenas agarrado a cumpromissos promessas e a tratados orçamentais.
                       Uma promessa de cumpromisso, é isso mesmo, uma promessa que só será cumprida se necessário for para cumprir cumpromissos; um tratado orçamental, orienta de forma obrigatória, se assim quinzermos interpretar a nossa posição na UE, a questão do défice da divida em relação às receitas públicas. Nada, exige no TO, a rigidez das rubricas e suas despesas ou receitas, contando apenas o seu resultado final.

                       Então, o que fazer? Simples. Tira-se nuns sitios para pôr nos outros. Vou dar um exemplo, simples, que qualquer pessoa faz em sua casa.

                       Vamos supor, que o rendimento de uma familia, é de 800,00 € mensais. TV, net e fixo, ficam por 50,00 € aproximadamente, e os telemoveis, dois, ficam por 30,00 €. Arranja-se um pacote numa operadora de 4 em 1, que fica actualmente por cerca dos 50,00 €. Resumo, poupa-se 30,00 €, sem perder serviços. Esses trinta euros dão para: 5/6 refeições de prato do dia, fora de casa; ou, em contrapartida, 60 pacotes de arroz; ou 40 pacotes de massas; ou 6 quilos de carne em média; ou 60 quilos de batatas; ou 6 quilos de peixe em média; ou 20 pacotes de temperos; etc. Tomem noção, naquilo que se pode fazer sem mexer no orçamento de 800,00 € ?!
                       Transposto isto para o nivel nacional, teremos que lidar, não com algumas centenas de euros, mas com milhões: que fazer?
                       P. ex., é necessário urgentemente, dotar as policias e bombeiros dos meios à segurança e socorros, então, retira-se aos passeios "humanitários" que as Forçças Armadas fazem na guerra dos outros, e aplica-se o dinheiro onde é necessário (Esta posição, não corresponde à saída da NATO, pois só Portugal e toda a sua Zona maritima, podem estar ao serviço desta organização). É necessário abrir escolas e Centros de Saude, revogam-se as compensações nas portagens e as swaps.
                       Isto são apenas exemplos, autenticas brincadeiras de criança, para que todos possam compreender que a linguagem "técnica" utilizada pelos comentadeiros de serviço nas televisões, não passa de charlatanice cujo objectivo, é, manter as pessoas simples, longe da realidade.

                      Portanto, a exigência imediata, é a de um Governo que governe para os portugueses que trabalham e não para os parasitas. Esse governo, pode e deve ser constituido ou ter o apoio parlamentar, de todos aqueles que, embora diferentes entre si, tenham alguns e humanistas, pontos em comum, mesmo que saibamos que o P"S" tem desde 1974, sempre alinhado com posições de direita e europeistas, e que o BE, tem servido os interesses do P"S", apesar da sua "independência".

Autoria e outros dados (tags, etc)

por docarlos.blogs.sapo.pt às 22:49



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031